29 de agosto de 2012 0 comentários

Não Despreze a Sua Vocação

"Não negligencie o dom que lhe foi dado por mensagem profética com imposição de mãos dos presbíteros." (1 Timóteo 4:14 NVI)

"pois os dons e o chamado de Deus são irrevogáveis." (Romanos 11:29 NVI)

Assim que se descobre a vocação, o vocacionado passa a viver um momento que eu gostaria de chamar de "fase de aceitação". Nesta fase, esta nova descoberta (a vocação) confronta-se com o que já se sabe e com o que já se quer. Assim, se iniciam os questionamentos. O vocacionado luta consigo mesmo, ouve opiniões, e vive uma crise quando vai ao espelho e encontra com os seus sonhos guardados. O que fazer?! Será que devo me lançar com tudo que sou e viver este chamado de Deus?!

Me lembro claramente que estas foram as perguntas que martelavam a minha mente ainda na adolescência. Na escola todos estavam resolvidos, sabiam que curso gostariam de fazer, e eu? Teologia?! Ser pastor?! Que loucura, alguns diziam. Mas o sonho de Deus estava ali, envolvido na vocação, esperando o meu sinal positivo para se tornar real. Como vocacionado enfrentei a "fase da aceitação" de forma dolorida, sofri, pois tive grandes dificuldades para entende o sentido real de vocação. Meus projetos pessoais dificultaram o meu entendimento pleno do que Deus tinha pra mim. Me faz lembrar de quando Jesus chamou seus primeiros discípulos e eles ao atender o chamado, deixaram as redes para seguir o Mestre. A minha maior dificuldade foi largar as redes, mas louvado seja Deus, pois o chamado é irrevogável!

Ainda que você despreze a sua vocação, ela continuará sendo sua e continuará presente no seu dia-a-dia. A vocação não pode ser revogada (anulada/cancelada). Ela existe e precisa ser aceita pelo vocacionado. Uma vez que você entende a sua vocação e busca viver e desenvolver sua vida baseado nela, a sua realidade muda. E muda muito, pois você esta disponibilizando a sua habilidade para atender as necessidades do mundo. E como disse Aristoteles: "Quando as necessidades do mundo cruzam com as suas habilidades, aí esta a sua vocação."

Se a sua escolha é desprezar a sua vocação, será pior pra você. Pois quando vivemos distantes da nossa vocação vivemos infelizes, insatisfeitos, e não experimentamos a grandeza e alegria que há em fazer o que nascemos pra fazer. A "fase da aceitação" é justamente o momento em que o vocacionado entende e aceita a sua vocação. Aceitar é o contrário de desprezar. E esta escolha sempre será sua. Seja você jovem, adulto, ancião.

Não guarde a sua vocação em um armário velho e cheio de poeira. Se você guardou, retire! Limpe! Use. Esta na hora de desenvolvermos as habilidades que o Senhor Jesus nos deu para servir ao mundo, ao próximo, aqueles que ainda não são conhecedores da maravilhosa graça do Senhor Jesus.

Qual é a sua vocação? Ore. Pergunte pra Deus.

Se você já sabe, use! Todos somos vocacionados.

Disponha os seus dons e talentos e sirva!

Não despreze a sua vocação.

Na graça e no amor de Jesus,

Pr. Ciro Mendes Freitas

25 de agosto de 2012 1 comentários

Unijovem SIB Búzios - 8 anos

Hoje é um dia especial!

Há 8 anos atrás teve inicio na SIB Búzios o trabalho com os jovens (Unijovem).

Vários líderes já estiveram a frente deste trabalho aqui na SIB. Tudo começou com os queridos Gilberto e Cláudia Maia, casal abençoado que usado por Deus deu o primeiro passo. Logo após, chegou o Pr. Júlio César e muito acrescentou a vida de todos. O irmão Miguel Ângelo, quando convocado para estar a frente do trabalho, não pensou duas vezes e ali deixou marcas, realizando um trabalho excelente. Desde Outubro de 2012, eu (Pr. Ciro) tenho o privilégio de estar a frente deste trabalho.

Cuidar de jovens é um trabalho intenso, sem um ritmo definido. Eles são dinâmicos, gostam de novidades, e isso faz com que qualquer líder entre nessa "pilha" e fique elétrico como eles. Considero um grande privilégio. Me sinto abençoado por escrever algumas linhas desta história com os jovens da SIB Búzios.

Preparei uma surpresa, e vou divulgar agora.
Hoje, quando comemoramos 8 anos, ganhamos uma LOGO, uma marca registrada!
Em formato de brasão, o logotipo da Unijovem SIB Búzios revela o que somos e o que queremos.
A CRUZ no centro da vida; A PALAVRA como fundamento de tudo;
Na parte superior da cruz, temos a figura do peixe (símbolo do cristianismo), que representa a VIDA CRISTÃ, e a COROA do outro lado, representa o SERVIÇO REAL (o privilégio de servir ao Rei).

#Unijovem8Anos

Nossa gratidão ao Senhor de nossas vidas; a nossa Igreja (SIB Búzios), pelo apoio constante em cada um de nossos projetos; ao nosso querido Pr. Sebastião Augusto, que não mede esforços para nos ajudar e abençoar a nossa vida; às irmãs que SEMPRE se disponibilizam em nos ajudar a preparar aquela 'comidinha especial' e também nas cantinas; aos líderes que já estiveram conosco, por terem investido em nossas vidas; a cada irmão e irmã (que são muitos) que sempre nos apoiam, ofertam e nos abençoam nos projetos que desenvolvemos.
A Deus toda glória!

VOCÊ FAZ PARTE DESTA HISTÓRIA!

OBS.:
A logo foi desenvolvida e criada pelo Pedro Rodrigues, membro da PIB Búzios e nosso amigo.

24 de agosto de 2012 0 comentários

VOCAÇÃO, isso é pra mim?!

Vocação, isso é pra mim?!

“Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça, a fim de que o Pai lhes conceda o que pedirem em meu nome.” (João 15:16 NVI)

Na juventude, existem vários momentos de tensão, onde escolhas precisam ser feitas e decisões sérias precisam ser tomadas. Entre elas, aquela bendita decisão que já nos é imposta desde criancinhas: “o que você vai ser quando crescer?”. Chega à época do vestibular e entre tantos desafios escolares, a mente começa a ferver e o coração a disparar em busca de um curso de graduação.

A dúvida sobre “o que fazer?”, “que profissão escolher?”, está diretamente ligada a descoberta da vocação. Você pode se perguntar: “Vocação, isso é pra mim?!”. Sim, é pra você. O entendimento errado a cerca do que é vocação, faz com que muitos entendam vocação como algo direcionado somente a vida do pastor, do ministro de música, do missionário (somente daqueles que trabalham diretamente com a Igreja), e não é. Todos nós somos vocacionados!

Vocação é parte daquilo que somos. Descobrimos nossa vocação, quando identificamos aquilo que “nascemos pra fazer”. Um dom especial, que precisa ser aprimorado, moldado pelo Senhor Jesus. Acontece que Deus não nos chama para uma “função eclesiástica”, Ele nos chama para SERVIR. Se você não é vocacionado para o ministério pastoral, nem pra área da música e nem para servir como missionário no campo, não se sinta excluído do grupo de “vocacionados”. Deus quer despertar em você a vocação que Ele mesmo te deu. Talvez na área médica, educacional, em alguma outra área ligada as ciências humanas ou exatas, se você é vocacionado Ele irá te usar para o benefício do Seu reino.

Outro dia, o Pr. Sebastião comentou comigo que no Iraque (região dos Curdos) existe uma necessidade muito grande de ginecologistas, pois as mulheres não recebem nenhum tipo de tratamento médico neste sentido. Em outros países, como Guiné Bissau (África) percebemos a grande necessidade de educadores, para ensinar as crianças e também aos adultos a ler e escrever, pois se trata de um povo muito carente. Não são somente de pastores, músicos e missionários que o mundo precisa, o mundo precisa de SERVOS de Deus. De gente disposta a servir com sua vocação.

O texto de João 15:16 é bem esclarecedor quando diz que não foi você que o escolheu, mas Ele que escolheu você, e assim fez para você frutifique e exalte o Seu nome em tudo quanto fizer.

Nestes dias, onde estaremos conversando e debatendo sobre VOCAÇÃO, participe, pergunte, questione e ore junto conosco: “Senhor, desperte a minha vocação, pois eu não quero ficar de fora do que o Senhor está fazendo no mundo!”.

Na graça e no amor de Jesus,

Pr. Ciro Mendes Freitas

 
;